Adriano Zago promove encontro para discutir políticas públicas voltadas para o autismo

Nesse fim de semana (2), foi comemorado o Dia Mundial de Sensibilização para o Autismo, uma data estabelecida com a intenção de promover a discussão acerca das questões que rodeiam essa temática. Atualmente, cerca de 1% da população mundial, ou 1 em cada 68 indivíduos, apresentam algum transtorno do autismo, sendo a maioria crianças.

De acordo com o secretário geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, rejeitar pessoas com autismo é “uma violação dos direitos humanos e um desperdício do potencial humano”. Ele ressalta ainda que, mesmo com suas limitações, as pessoas que convivem com o autismo compartilham consigo a capacidade de tornar nosso mundo um lugar melhor.

Infelizmente, em Uberlândia a situação apresenta um cenário crítico para os autistas, seus amigos e familiares. Não há na cidade instituições e profissionais que possam atuar na área e que sejam capazes de atender a demanda, principalmente de alunos que necessitam de uma atenção diferenciada.

Por isso, e dada a relevância reconhecida por órgãos internacionais, nosso mandato, juntamente com o Movimento Orgulho Autista Brasil – MOAB e demais atores, promoverá nesta terça-feira (04) a audiência pública: “Transtorno do Espectro Autista – TEA”. Agenda que tem como objetivo discutir e aprofundar as políticas públicas voltadas para esta temática. Uma vez que no Brasil, de vários modos, atestamos o quanto não há a efetiva prestação das políticas públicas para promover e ampliar a qualidade de vida dos autistas e suas famílias.

O evento acontecerá no Plenário Homero Santos, às 14h, e contará com a participação de especialistas, familiares e demais autoridades que se mobilizam por esta causa. Agentes sociais e políticos que, com a população de Uberlândia, se colocam a disposição de pensar e construir novos caminhos sobre este tema tão importante para milhares de brasileiros e, obviamente, uberlandenses.

Leave a Reply